SAIBA POR QUE O SALMO 91 É UM DOS MAIS PODEROSO ESCUDO DE PROTEÇÃO QUE EXISTE:

ProtecaoDivina

 

Este Salmo é um dos mais destacados capítulos da Bíblia. Muitos o conhecem de cor. Mas precisa ser interpretado do ponto de vista espiritual, para se atingir seu verdadeiro significado. Encare-o como uma das mais belas e envolventes preces da Bíblia. Pessoas em todo o mundo o encaram como a grande prece para proteção. Meditemos neste Salmo em detalhes, detendo-nos no significado profundo de cada versículo.

***

Versículo 1: “O que habita no esconderijo do altíssimo repousará à sombra do onipotente”:

O lugar secreto é sua própria mente, onde você caminha e fala com a Presença e Poder Infinitos dentro de si. É seu Eu Superior o Espírito Vivo, ou Deus, dentro de você. É chamado de lugar secreto porque ninguém sabe o que você está pensando ou em que medita. Refugie-se com frequência no pensamento e contemple a Presença de Deus dentro de você. Fazendo isto várias vezes ao dia, diz-se que você habita no lugar secreto.

Repousar à sombra do Onipotente significa viver sob a ofuscante Presença de Deus e ser por Ela protegido. A palavra sombra é uma expressão oriental que indica segurança.

A palavra Onipotente significa que esta Presença que existe dentro de você é Toda-Poderosa. Nada a Ela se opõe nem A desafia, e quando você se une a Deus, dá-se conta de que para Deus tudo é possível. Todas as bênçãos da vida se destinam àqueles que têm por hábito alinhar-se com o Infinito, pedindo paz, harmonia, diretrizes e toda sua fidelidade, lealdade e devoção ao Deus Vivo que existe dentro de você, e todas as maravilhas acontecerão em sua vida.


Versículo 2: “Direi sobre o Senhor: ele é meu refúgio e minha fortaleza; é meu Deus, nele confiarei”:

O Senhor significa EU SOU, ou a Presença de Deus dentro de você. Quando era criança, você confiava em sua mãe, olhando dentro de seus olhos, lá havia amor. Deposite sua confiança no oceano infinito de amor, que é Deus, dentro de você. É o seu Eu Superior, puro Espírito. Ao afirmar a verdade deste segundo versículo, o escudo invisível de Deus o envolve, tornando-o impermeável a qualquer mal. Confie no Infinito, sem se preocupar com as aparências, e encontrará o caminho, a saída. Afirme com confiança: “Deus se preocupa comigo, Ele conhece e me revela a resposta.” Você deve, então, depositar sua confiança no amor de Deus, em vez do perigo ou dificuldade iminente.


Versículo 3 e 4: “Certamente ele o livrará da armadilha do caçador de pássaros, e da peste perniciosa. Ele o cobrirá com suas penas, e sob suas asas estará seguro, pois sua verdade será escudo e defesa”:

Esses versículos são bem explícitos e demonstram que você está protegido de qualquer doença contagiosa, infecciosa ou epidêmica, além dos venenos morais. Além do mais, estará também protegido dos vigaristas, ou do caçador de pássaros, que tenta montar uma armadilha para roubar seus bens ou sua poupança por meio de negócios fraudulentos. Seu Eu Superior o alertará e despertará para que não caia nas ciladas. O pássaro protege sua cria cobrindo-a com suas asas; os filhotes ficam livres do perigo.


Versículos 5 e 6: “Não temerá o terror noturno, nem a flecha que voa de dia, nem a peste que se espalha nas trevas, nem a destruição que grassa ao meio-dia”:

Você nunca deve ir dormir sem antes penetrar no espírito do perdão para si mesmo e todos os outros. Liberte-os a todos em Deus e deseje-lhes as bênçãos da vida. Faça questão de dormir em paz e despertar com alegria. Seu subconsciente amplifica tudo aquilo que você depositar nele. Contemple as grandes verdades de Deus antes de dormir e repousará em paz e se sentirá descansado e refeito pela manhã.

A flecha que voa de dia e a destruição que grassa ao meio-dia se referem aos pensamentos e sugestões negativas que você ouve durante o dia, além das vibrações negativas da mentalidade massificada na qual estamos todos imersos. Se você continuar orando, restará muito pouco espaço em sua mente para estas sugestões negativas da mentalidade preconceituosa que penetram em todos nós.

A destruição do meio-dia representa os problemas diurnos, dificuldades e empecilhos de que você tem conhecimento, bem como problemas financeiros ou conflitos emocionais com os outros. Você sabe que invocando a Presença Infinita e Benéfica, Sua lei e ordem, obterá resposta, trazendo ao seu ambiente harmonia e paz.

O terror noturno e a peste que se espalha nas trevas podem se referir aos conflitos ocultos em seu subconsciente, moléstias iminentes, ou às atividades de pessoas que tentam abalá-lo agindo às ocultas. Você é aconselhado a não temer, porque a sabedoria do mais profundo de sua mente lhe revelará qualquer dificuldade oculta, vinda de qualquer fonte.


Versículos 7 e 8: “Mil cairão do seu lado, e dez mil à sua direita, mas nada o atingirá”:

Isto significa que você pode desenvolver imunidades contra qualquer mal. Você fica inundado de Deus e recebe anticorpos Divinos. A níveis mentais bem elevados, certas pessoas descobriram que não eram tocadas em meio a uma saraivada de balas. Muitos também descobriram a imunidade contra o fogo quando seus aviões se incendiavam e eles não eram atingidos. O fogo queima, mas a níveis de consciência mais elevados não queima.

Os milhares de pensamentos negativos que nos bombardeiam a cada dia não podem perturbar ou danificar o homem que caminha com Deus e fala com Deus, e que se dá conta de que, devido à Presença de Deus dentro dele, não pode ser atingido, não pode ser ferido, nem pode sofrer.

Deus em você é onipotente, eterno, supremo, e a única realidade. Muita gente imagina o perigo ou os desastres em visões interiores e fantasiosas. Temem a doença, acidentes, velhice, e perdas de todos os tipos. Medo e ansiedade são formas de perversidade. Ressentimento, raiva e má-vontade são estados emocionais que se expressam sob a forma de sofrimento e carência. Veja apenas o que é agradável e as coisas boas de contar. Aquilo que você perceber em espírito e aceitar em sua mente acontecerá na sua experiência, e você será abençoado.


Versículos 9 e 1O: “Porque fez do Senhor o teu refúgio, e do Altíssimo, sua habitação, nenhum mal o atingirá, nem qualquer praga chegará a sua casa”:

Esta é uma promessa muito bela e bem definida. Mostra que você será sempre protegido, dirigido e observado pela magia do amor de Deus. Pensando frequentemente que Deus o ama, guia e dirige, que cuida de você, estará fazendo do Altíssimo sua habitação, porque lembra a si mesmo, constantemente, que o amor de Deus o envolve, encerra e circunda.

Portanto, estará sempre imerso na Sagrada Onipresença e nenhuma dificuldade o atingirá. Isto está determinado de maneira clara e definitiva. Resultados, situações e experiências se seguem ao seu pensamento e imaginação normais. Seu estado mental sempre se manifesta na tela do espaço. Habitando as grandes verdades deste Salmo, você pode desenvolver imunidades contra qualquer perigo.


Versículo 11 e 12: “Pois Ele encarregará seus anjos de protegê-lo, para guardá-lo em todos os caminhos. Eles o levarão pela mão, para que não tropece nas pedras.”

Este texto magnífico toca no coração a melodia de Deus. Conscientize-se do significado destas promessas. Os anjos representam os mensageiros de Deus, impulsos de inspiração que agem dentro de você; idéias espontâneas que trazem luz à sua mente, revelando-lhe a resposta; sopros interiores do Espírito; e advertências internas que o guiam e guardam. Encare os anjos como diretrizes Divinas, que o conduzem em todos os seus encargos, na escolha de sua comida, companhias, meios de expressão, investimentos e todas as outras fases de sua vida. Em outras palavras, você estará salvaguardado em todas as suas jornadas e tarefas.


Versículo 13: “Com os pés esmagará leões e cobras; sim, leões ferozes e cobras venenosas”:

Ao começar a rezar e usar este Salmo, estará demonstrando sua fé em Deus e atirando seu amor até o Infinito. Enquanto perseverar, o dia nascerá para você e todas as sombras se dissiparão. Na Bíblia, o “nome” de uma coisa significa a sua natureza. A natureza da Inteligência Infinita é a resposta. Ela responde ao seu pensamento. Deus é tudo que existe. Além de ser voltado para a resposta.

Deus é todo-poderoso, toda sabedoria, amor ilimitado, harmonia absoluta, paz absoluta, é onisciente e onipresente. “Conhecer” todos estes atributos, potências e qualidades de Deus é colocar-se no Alto, acima de seus problemas, e libertar-se devido à sua compreensão e profunda conscientização. Contemplar a Deus em ação significa harmonia e paz em tudo que o cerca. Você se torna aquilo que contempla; assim todas as suas dificuldades desaparecem.


Versículo 15 e 16: “Quando me invocar, eu lhe responderei; estarei com ele na hora da dificuldade; vou libertá-lo e honrá-lo. Eu lha darei a satisfação de ter uma longa vida, e demonstrarei minha salvação”:

Só a Inteligência Infinita conhece a resposta. Ao se voltar para Aquele Que É Todo Sabedoria, Ele se voltará para você. Segundo a lei da relação recíproca, Ele responde conforme a natureza de seu pedido. Você pode ter resposta para todos os problemas, receber diretrizes na hora da perplexidade, obter vitória em todos os desafios, e penetrar no triunfo espiritual.

A vida longa prometida é uma vida de felicidade, onde você se liberta, se sente útil e contente. Deus é Vida, e é sua vida agora. Você viverá para sempre. Primeiro ponha Deus em sua vida, e Deus lhe mostrará a estrada da vida, e todos os seus caminhos serão caminhos na alegria, e todas as suas estradas serão estradas de paz.

_______

FONTE:

LIVRO ” CANÇÕES DE DEUS” – Joseph Murphy

http://thesecret.tv.br/2015/12/saiba-por-que-o-salmo-91-e-o-mais-poderoso-escudo-de-protecao-que-existe/

 

NOSSO PRAZO TERMINA EM 2019!

Qual terra voce deseja

NOSSO PRAZO TERMINA EM 2019!

À pedido de Jesus – Ministro da Terra na comunidade cósmica -, diversos espíritos, de elevada expressão espiritual, estão vindo à Terra, alguns encarnando-se, para trazer o avanço que adquiriram e tecnologias que são utilizadas em outros mundos para fazer desenvolver a humanidade.

Um dos primeiros campos de atuação será a saúde. Eles desenvolverão órgãos sintéticos, sem risco de rejeição, acabando, em definitivo, com o sofrimento daqueles que precisam recorrer a um transplante. A presença desses espíritos causará uma nova onda de progresso, um acelerado desenvolvimento de todos os setores humanos e em conformidade com a harmonia necessária para elevação do planeta na escala dos mundos.

O mesmo se dará no Brasil, especialmente, no que se refere à política. Já estão encarnados espíritos que foram preparados na espiritualidade – entre eles, Emmanuel, mentor espiritual de Chico Xavier – e que terão influência muito grande na transformação cultural e política do Brasil. Essa transformação será tão grande que soará inacreditável e mesmo a comunidade internacional se impressionará de ver o quanto o Brasil progredirá socialmente. Esse processo deve se intensificar na década de 2040.

Outros tantos espíritos, de elevada hierarquia, estão se movimentando em outros pontos do planeta, auxiliando os diversos países a lidarem com seus problemas internos e, também, com os conflitos entre nações. Talvez nunca a espiritualidade, como um todo, tenha trabalhado tão intensamente para favorecer ao homem a mudança real e efetiva.

Entretanto, da mesma forma que as forças do bem se organizam e operam, as forças das trevas também o fazem. Espíritos com grandes conhecimentos e inteligência, mas cujos corações ainda são frios pelo desinteresse no bem, se organizam em verdadeiros batalhões, exercendo grande pressão e domínio em certas regiões do planeta.

O desenvolvimento dessas inteligências é tão grande que eles conseguiram dominar a técnica da reencarnação e, em determinadas partes do mundo, especialmente no oriente médio, a influência que exercem é grande a ponto de conseguirem reencarnar espíritos inferiores para atender aos objetivos que possuem.

Nesses locais, a presença das trevas é tão constante que promove uma espécie de “elevação do umbral”, onde os encarnados praticamente transitam entre os espíritos perturbados e perturbadores que estão nas esferas espirituais mais baixas. As barreiras que separam a esfera da carne da dos espíritos inferiores, ali, é mais tênue que em qualquer outro lugar do mundo.

Esse “adensamento trevoso” dificulta sobremaneira a atuação dos espíritos esclarecidos e do bem. O próprio ambiente se torna impróprio para suas manifestações, o que favorece, ainda mais, o domínio das trevas. Nesses locais, a forma mais efetiva de auxílio direto é a reencarnação de espíritos elevados. Tarefa, aliás, penosa.
É isto que ocorreu com Eurípedes Barsanulfo, que recebeu da Alta Espiritualidade, a tarefa de se encarnar em meio aos sofredores dessas regiões de conflito, a fim de levar um pouco de amor e, quem sabe, aquecer alguns corações?

Mas, por que essa mobilização? Por que espíritos de tão elevada expressão estão vindo – sabe-se lá de que parte do universo, o que não deixa de ser, também, uma espécie de sacrifício – nos ajudar a evoluir e por que, almas tão elevadas, como Eurípedes Barsanulfo, tiveram que fazer sacrifícios tão pesados nesse momento da história humana?

Como já havia dito Chico Xavier na década de 1970, uma reunião de espíritos de expressão cósmica, responsáveis pelo nosso sistema solar, juntamente com Jesus, representante espiritual da Terra, deliberaram um prazo de 50 anos, a contar da chegada do homem à Lua, em Julho de 1969, para que a humanidade aprendesse, enquanto coletividade, a viver sem se destruir.

Se isso fosse possível, a humanidade entraria numa nova fase de progresso e aceleração vertiginosa de desenvolvimento. Mas, se falhasse, se as nações entrassem em conflito, especialmente, de ordem nuclear, então sofreríamos um atraso nunca antes visto.
A fase que atualmente vivemos é de sinal vermelho. Espíritos inferiores estão se organizando nos planos inferiores e migrando para a Europa – como ocorreu na Segunda Grande Guerra – influenciando a mente coletiva, e a chance de uma nova guerra se torna cada dia mais factível.

A espiritualidade amiga procura cercar pessoas cujas influências possam ser positivas, como é o caso de Dalai Lama e do Papa Francisco, espíritos bons e com poder de influência a mudar o rumo e a cabeça de muita gente. Pessoas que vieram à Terra espalhar amor, bondade e caridade, ao contrário de tantos líderes religiosos que plantando ódio no coração dos adeptos, cairão…

O conflito entre Rússia e Ucrânia é visto com preocupação pela espiritualidade, pois, nos bastidores, há também outros países e interesses. A luta pelo poder, por terra, por domínio econômico, pode envolver países como a China, Índia, as Coreias, Japão, Estados Unidos e desencadear uma nova sede de poder capaz de levar nosso mundo a uma era de sombras espessas. Desta vez, porém, os recursos bélicos são muito maiores do que nas guerras anteriores.

Uma guerra de grandes proporções faltamente faria uso de armas nucleares, hoje, milhares de vezes mais potentes do que as que destruíram Hiroshima e Nagasaki. Os recursos que não fossem consumidos na guerra, que seria rápida, dado o poder de destruição, seriam consumidos nas tentativas de reestruturação dos países. Mas, o temor da espiritualidade é que o uso dessas armas desencadeie um inverno nuclear capaz de afetar todo o mundo, aniquilar a maior parte das espécies animais e vegetais e transformar o planeta num grande deserto gelado.

Se tal ocorresse, a Terra não ascenderia na escala dos mundos, não se transformaria num Mundo de Regeneração… Mas, ao contrário, voltaria ao status de Mundo Primitivo. O que restasse de humanidade encarnada provavelmente voltaria ao estágio das primeiras civilizações.

*

Todas essas informações soam apocalípticas e ficcionais. Mas, asseguraram-nos os espíritos de que é um futuro plausível, cujo risco é eminente. É por essa razão que a espiritualidade tem mobilizado tantas almas para ajudar a aplacar o ódio, plantando o amor.
Mas, o que podemos fazer?

Nesses últimos anos até 2019, devemos nos esforçar sobremaneira no desenvolvimento de nós mesmos. Os religiosos são chamados a desempenhar um papel ainda mais atuante, seja em que campo for, em qualquer religião, na transformação de si mesmo e do ser humano. Devemos hoje, mais do que nunca, nos esforçar em nos melhorar, nos transformar, nos modificar em definitivo para o bem. E orar.

Os espíritos nos pediram para que todos reservem alguns minutos do seu dia, das suas orações habituais, dos cultos do evangelho que fazem em casa, para pedir pela paz mundial, pedir que esses espíritos endurecidos possam ser auxiliados pela espiritualidade amiga, pois todo bom pensamento em favor da Terra contribui para que a atmosfera espiritual do planeta se torne melhor, mais propícia às boas influências espirituais. Não devemos subestimar a força do pensamento e, especialmente, a força do pensamento positivo e no bem.

Não devemos temer. Devemos trabalhar com fé e determinação enquanto esse prazo não chega a termo. Devemos apoiar a espiritualidade com nossas orações, nossas atitudes e, se possível, espalhar essa mensagem para que mais pessoas tomem ciência da gravidade do período em que nos encontramos.

Tenhamos esperança de que esses anos passarão e que nada disso ocorrerá. Que nenhuma grande guerra ocorra. Que o bem consiga vencer o mal. Que esses espíritos endurecidos aceitem ajuda e, os que não aceitarem, que sejam retirados da Terra para mundos adequados ao seu progresso espiritual e que toda essa angústia se torne apenas uma lembrança na era de felicidade e paz que nos aguarda, se conseguirmos resistir.

Espírito: Pai Cipriano das Almas
Médium: Adão Netto
Texto: Leonardo Montes
Casa de Caridade Irmãos de Luz – Uberaba, MG

Coletânea de Poemas – RUMI

unnamed (18)

Coletânea de Poemas – RUMI

Vem,

Te direi em segredo

Aonde leva esta dança.

Vê como as partículas do ar

E os grãos de areia do deserto

Giram desnorteados.

Cada átomo

Feliz ou miserável,

Gira apaixonado

Em torno do sol.

Ninguém fala para si mesmo em voz alta.

Já que todos somos um,

falemos desse outro modo.

Os pés e as mãos conhecem o desejo da alma

Fechemos pois a boca e conversemos através da alma

Só a alma conhece o destino de tudo, passo a passo.

Vem, se te interessas, posso mostrar-te.

Desde que chegaste ao mundo do ser,

uma escada foi posta diante de ti, para que escapasses.

Primeiro, foste mineral;

depois, te tornaste planta,

e mais tarde, animal.

Como pode isto ser segredo para ti?

 

Finalmente, foste feito homem,

com conhecimento, razão e fé.

Contempla teu corpo – um punhado de pó –

vê quão perfeito se tornou!

 

Quando tiveres cumprido tua jornada,

decerto hás de regressar como anjo;

depois disso, terás terminado de vez com a terra,

e tua estação há de ser o céu.

 

 

Não durmas,

senta com teus pares

 

A escuridão oculta a água da vida.

Não te apresses, vasculha o escuro.

Os viajantes noturnos estão plenos de luz;

não te afastes pois da companhia de teus pares.

 

 

Faltam-te pés para viajar?

Viaja dentro de ti mesmo,

e reflete, como a mina de rubis,

os raios de sol para fora de ti.

 

A viagem conduzirá a teu ser,

transmutará teu pó em ouro puro.

 

 

Sofreste em excesso

por tua ignorância,

carregaste teus trapos

para um lado e para outro,

agora fica aqui.

 

Na verdade, somos uma só alma, tu e eu.

Nos mostramos e nos escondemos tu em mim, eu em ti.

Eis aqui o sentido profundo de minha relação contigo,

Porque não existe, entre tu e eu, nem eu, nem tu.

 

 

Oh, dia, levanta! Os átomos dançam,

As almas, loucas de êxtase dançam.

A abóbada celeste, por causa deste Ser, dança,

Ao ouvido te direi aonde a leva sua dança.

 

 

Ontem à noite, confidencialmente, eu disse a um velho sábio:

– Não me esconda nada dos segredos do mundo!

Muito docemente, ele me disse ao ouvido:

– Chut! Podemos compreender, mas não exprimir!

 

 

Quero fugir a cem léguas da razão,

Quero da presença do bem e do mal me liberar.

Detrás do véu existe tanta beleza: lá está meu ser.

Quero me enamorar de mim mesmo, ó vós que não sabeis!

 

 

Eu soube enfim que o amor está ligado a mim.

E eu agarro esta cabeleira de mil tranças.

Embora ontem à noite eu estivesse bêbado da taça,

Hoje, eu sou tal, que a taça se embebeda de mim.

 

 

Ele chegou… Chegou aquele que nunca partiu;

Esta água nunca faltou a este riacho

Ele é a substância do almíscar e nós o seu perfume,

Alguma vez se viu o almíscar separado de seu cheiro?

 

 

Se busco meu coração, o encontro em teu quintal,

Se busco minha alma, não a vejo a não ser nos cachos de teu cabelo.

Se bebo água, quando estou sedento

Vejo na água o reflexo do teu rosto.

 

 

Sou medido, ao medir teu amor.

Sou levado, ao levar teu amor.

Não posso comer de dia nem dormir de noite.

Para ser teu amigo

Tornei-me meu próprio inimigo.

 

 

Teu amor me tirou de mim.

De ti, preciso de ti

Noite e dia, eu queimo por ti.

De ti, preciso de ti.

 

 

Não posso dormir quando estou contigo

por causa de teu amor.

Não posso dormir quando estou sem ti

por causa de meu pranto e gemidos.

Passo as duas noites acordado

mas, que diferença entre uma e outra!

 

 

Não temos nada além do amor.

Não temos antes, princípio nem fim.

A alma grita e geme dentro de nós:

– Louco, é assim o amor.

Colhe-me, colhe-me, colhe-me!

 

 

À noite, pedi a um velho sábio

que me contasse todos os segredos do universo.

Ele murmurou lentamente em meu ouvido:

– Isto não se pode dizer, isto se aprende.

 

A fé da religião do Amor é diferente.

A embriaguez do vinho do Amor é diferente.

Tudo que aprendes na escola é diferente.

Tudo que aprendes do Amor é diferente.

 

– Vem ao jardim na primavera, disseste.

– Aqui estão todas as belezas, o vinho e a luz.

Que posso fazer com tudo isso sem ti?

E, se estás aqui, para que preciso disso?

 

Jalaluddin Rumi

agradecimentos a M.Baird

Sou Egoista?

cl_20282

EGOÍSMO ACENDRADO

Sempre que te surpreendas, dizendo:

— Ninguém sofre mais do que eu…

— Nenhuma dor se compara a minha…

— Sou o maior dos injustiçados…

— Tudo se exige de mim…

— Carrego todo mundo nas costas…

— Prova igual a minha ainda não vi…

— Não tenho amigos…

— Nem com a família posso contar…

Além de, positivamente, estares exagerando em tua mais recente crise de autocomiseração, revelas que não tens o hábito de olhar senão para ti mesmo, e, infelizmente, isto não tem outro nome que não seja egoísmo acendrado.

Carlos A. Baccelli – Irmão José

Compartilhado por Luiz Vencio

Ė TUDO PORQUE A CARNE E FRACA?

Cascada-Temptation_E

QUE É A CARNE?

“Se  vivemos  em  Espírito,  andemos  também  em  Espírito.”

Paulo (GÁLATAS, 5: 25)

Quase sempre, quando se fala de espiritualidade, apresentam­se muitas pessoas que se queixam das exigências da carne.

É verdade que os apóstolos muitas vezes falaram de concupiscências da carne, de seus criminosos impulsos e nocivos desejos.

Nós mesmos, freqüentemente, nos sentimos na necessidade de aproveitar o símbolo para tornar mais acessíveis as lições do Evangelho.

O próprio Mestre figurou  que o espírito, como  elemento divino, é forte, mas que a carne, como expressão humana, é fraca.

Entretanto, que é a carne?

Cada personalidade espiritual tem o seu  corpo fluídico e ainda não percebestes, porventura, que a carne é um composto  de fluídos condensados?

Naturalmente, esses fluídos, em se reunindo, obedecerão  aos imperativos da existência terrestre, no que designais por lei de hereditariedade; mas, esse conjunto é passivo e não determina por si.

Podemos figurá­lo como casa terrestre, dentro da qual o espírito é dirigente, habitação essa que tomará as características boas ou más de seu possuidor.

Quando falamos em pecados da carne, podemos traduzir a expressão por faltas devidas à condição inferior do homem espiritual sobre o planeta.

Os desejos aviltantes, os impulsos deprimentes, a ingratidão, a má­fé, o traço do traidor, nunca foram da carne.

É preciso se instale no homem a compreensão de sua necessidade de autodomínio, acordando­lhe as faculdades de disciplinador e renovador de si mesmo, em Jesus Cristo.

Um dos maiores absurdos de alguns discípulos é atribuir ao conjunto decélulas passivas, que servem ao  homem, a paternidade dos crimes e desvios da Terra, quando sabemos que tudo procede do espírito.

E Se Voltassemos Agora?

NaVoltaParaCasa1

BAGAGEM

Por mais cuides da saúde, um dia, naturalmente, serás compelido a deixar o corpo que ocupas em teu breve estágio na Terra.

Quando te chegar o momento, partirás, muitas vezes sem tempo disponível para tomar essa ou aquela derradeira providência, sempre adiada por ti.

Convém, pois, quanto zelas por tua apresentação exterior, que não olvides o teu figurino moral.

Periodicamente, faze o inventário dos bens que já entesouras no espírito, efetuando indispensável balanço de teu real aproveitamento nas experiências do cotidiano.

Se, porventura, fosses chamado a atravessar hoje as alfândegas da morte, de que se te constituiria a bagagem? Terias mais a lamentar o que deixas, que te alegrares com o que levas?…

Carlos A. Bacelli – Irmao Jose
Compartihado por Luiz Vencio

O MENDIGO RENITENTE

luz_no_caminho

Uma explicação psicológica para o fato de muitos sem-abrigo permanecerem nas ruas mesmo quando lhes são dadas melhores condições de vida

“O MENDIGO RENITENTE” e “MAX, O MENDIGO”

Duas estórias reais de grande sensibilidade relatadas por Chico Xavier e Allan Kardec:

1 – O MENDIGO RENITENTE

Narrou-nos Chico que um dia foi procurado por um médico, seu particular amigo de muitos anos, espírita militante e colaborador em suas obras psicografadas.

Ele queria saber o que fazer com um velho mendigo, que insistia em dormir no alpendre de sua casa. Não estava preocupado em tê-lo como hóspede em tão precário lugar, mas, sim, com a má acomodação e a friagem da noite. Já o havia alertado de que se permanecesse ali acabaria por ficar doente.

Contudo, vendo que seus avisos eram ignorados, dedicou-se a arrumar um lugar onde o mendigo pudesse pernoitar. Depois de conseguir um quartinho na vizinhança, levou-o para lá.

Qual não fora sua surpresa ao dar com ele em sua varanda no dia seguinte!

Pensando que talvez não tivesse gostado do lugar, procurou um albergue que o tratasse melhor. De nada adiantara. O velho voltou a passar as noites no seu alpendre.

O médium então falou-nos:

— O que o médico amigo não sabia era que aquele espírito carregava consigo um grande complexo de culpa. Passei então a narrar-lhe as cenas que os amigos espirituais me haviam mostrado: Aquele mendigo, doutor, na existência anterior havia sido um cruel fazendeiro que expulsara impiedosamente muitas famílias de suas terras, deixando-as ao relento, sem rumo… Depois que desencarnou, a partir daquelas lembranças formara-se o complexo de culpa. E o sofrimento perdura até os dias atuais, não permitindo que ele permaneça alojado em lugar nenhum.

Chico concluiu:

— Então eu disse ao amigo: Não adianta tentar melhorar sua situação, deixe-o dormir no seu alpendre. Mais uns dias e ele procurará outro lugar para deitar-se ao relento. Essa situação perdurará até que o complexo de culpa deixe de atormentá-lo.

Em nossas cogitações, vem-nos à mente a lição: para exercer a caridade é necessário usarmos do bom senso e não insistirmos quando o necessitado se nega a receber o benefício. Sempre haverá uma razão que justifique situações como a que nos foi narrada.

(Do livro Inesquecível Chico – Edição GEEM)

 

2 – MAX, O MENDIGO

Em 1850, numa vila da Baviera, morreu um velho quase centenário, conhecido por pai Max. Por não possuir família, ninguém lhe determinava a origem. Havia cerca de meio século que se invalidara para ganhar a vida, sem outro recurso além da mendicidade, que ele dissimulava, procurando vender, pelas herdades e castelos, almanaques e outras miudezas. Deram-lhe a alcunha de conde Max, e as crianças o chamavam somente pelo título — circunstância esta que o fazia rir sem agastamento. Por que esse título? Ninguém saberia dizê-lo. O hábito o sancionara. Talvez tivesse provindo da sua fisionomia, das suas maneiras, cuja distinção fazia contraste com a miserabilidade dos andrajos.

Muitos anos depois da morte, Max apareceu em sonho à filha do proprietário de um castelo em cuja estrebaria era outrora hospedado, porque não possuía domicílio próprio. Nessa aparição, disse ele:

— ” Agradeço o terdes lembrado o pobre Max nas vossas preces, porque o Senhor as ouviu. Alma caritativa, que vos interessastes pelo pobre mendigo, já que quereis saber quem sou, vou satisfazer-vos, ministrando, ao mesmo tempo e a todos, um grande ensinamento.

Há cerca de século e meio era eu um dos ricos e poderosos senhores desta região, porém orgulhoso da minha nobreza. A fortuna imensa, além de só me servir aos prazeres, mal chegava para o jogo, para o deboche, para as orgias, que eram a minha única preocupação na vida.

Quanto aos vassalos, porque os julgasse animais de trabalho destinados a servir-me, eram espezinhados e oprimidos, para proverem às minhas dissipações. Surdo aos seus queixumes, como em regra também o era com todos os infelizes, julgava eu que eles ainda se deveriam ter por honrados em satisfazer-me os caprichos. Morri cedo, exausto pelos excessos, mas sem ter, de fato, experimentado qualquer desgraça real. Ao contrário, tudo parecia sorrir-me, a ponto de passar por um dos seres mais ditosos do mundo. Tive funerais suntuosos e os boêmios lamentavam a perda do ricaço, mas a verdade é que sobre o meu túmulo nenhuma lágrima se derramou, nenhuma prece por mim se fez a Deus, de coração, enquanto minha memória era amaldiçoada por todos aqueles para cuja miséria contribuíra.

Ah! E como é terrível a maldição dos que prejudicamos! Pois essa maldição não deixou de ressoar-me aos ouvidos durante longos anos que me pareceram uma eternidade. Depois, por morte de cada uma das vítimas, era um novo espectro ameaçador ou sarcástico que se erguia diante de mim, a perseguir-me sem tréguas, sem que eu pudesse encontrar um vão esconso onde me furtasse às suas vistas! Nem um olhar amigo!

Os antigos companheiros de devassidão, infelizes como eu, fugiram, parecendo dizer-me desdenhosos: “Tu não podes mais custear os nossos prazeres.”

Oh! Então, quanto daria eu por um instante de repouso, por um copo dágua para saciar a sede ardente que me devorava! Entretanto eu nada mais possuía, e todo o ouro a jorros derramado sobre a Terra não produzia uma só bênção, uma só que fosse… ouviste, minha filha?!

Cansado por fim, opresso, qual viajor que não lobriga o termo da jornada, exclamei: “Meu Deus, tende compaixão de mim! Quando terminará esta situação horrível?”

Então uma voz — primeira que ouvi depois de haver deixado a Terra — disse: “Quando quiseres.”

“Que será preciso fazer, grande Deus?” — repliquei. “Dizei-o, que a tudo me sujeitarei”.

— “É preciso o arrependimento, é preciso te humilhares perante os mesmos a quem humilhastes; pedir-lhes que intercedam por ti, porque a prece do ofendido que perdoa é sempre agradável ao Senhor.”

E eu me humilhei, e eu pedi aos meus vassalos e servidores que ali estavam diante de mim, e cujos semblantes, pouco a pouco mais benévolos, acabaram por desaparecer. Isso foi para mim como que uma nova vida; o desespero deu lugar à esperança, enquanto eu agradecia a Deus com todas as forças de minha alma.

A voz acrescentou: “Príncipe…” ao que respondi: “Não há aqui outro príncipe senão Deus, o Deus Onipotente que humilha os soberbos. Perdoai-me Senhor, porque pequei; e se tal for da vossa vontade, fazei-me servo dos meus servos.”

Alguns anos depois reencarnei numa família de burgueses pobres. Ainda criança perdi meus pais, e fiquei só, no mundo, desamparado. Ganhei a vida como pude, ora como operário, ora como trabalhador de campo, mas sempre honestamente, porque já cria em Deus. Mas aos 40 anos fiquei totalmente paralítico, sendo-me preciso daí por diante mendigar por mais de 50 anos, por essas mesmas terras de que fora o absoluto senhor.

Nas herdades que me haviam pertencido, recebia uma migalha de pão, feliz quando por abrigo me davam o teto de uma estrebaria. Ainda por uma acerba ironia do destino, apelidaram-me Sr. Conde…

Durante o sono, aprazia-me percorrer esse mesmo castelo onde reinei despoticamente, revendo-me no fausto da minha antiga fortuna! Ao despertar, sentia de tais visões uma impressão de amargura e tristeza, mas nunca uma só queixa se me escapou dos lábios; e quando a Deus aprouve chamar-me, exaltei a sua glória por me haver sustentado com firmeza e resignação numa tão penosa prova, da qual hoje recebo a recompensa. Quanto a vós, minha filha, eu vos bendigo por terdes orado por mim.”

Para este fato pedimos a atenção de todos quantos pretendem que, sem a perspectiva das penas eternas, os homens deixariam de ter um freio às suas paixões. Um castigo como este do pai Max será porventura menos profícuo do que essas penas sem-fim, nas quais hoje ninguém acredita?

Allan Kardec – “O Céu e o Inferno” – Expiações Terrestres – cap. Pai Max.

(Do mural do Nuno Emanuel)

‪#‎ChicoXavier‬

Compartilhado pelo irmão Luiz Vencio

Evite transtornos

unnamed

Evite transtornos.

O transtorno, a perturbação, a intranquilidade perde força quando não encontra lugar dentro de você.

Quando para tudo você tem um bom entendimento, as vibrações negativas dos transtornos se dissipam, neutralizadas.

Não sofra, podendo evitar o sofrimento.

Toda vez que você se julga em condição de  resolver problemas, uma força e uma paz aparecem dentro de você.

Enfrente, com fé, as correntes negativas.

Um transtorno evitado é um lugar aberto à paz e à felicidade.

Lourival Lopes

Extraído de “Sabedoria todo dia”

Tenha o prazer de servir

unnamed (16)

Ative o seu ser.

Ponha em ação, com decisão, o seu cabedal de energias.

Esse cabedal anseia, dentro de você, por oportunidades de expandir-se e realizar progressos.

Tudo o que você faz em benefício dos outros é ponto a seu favor na existência física e nos planos espirituais, onde ainda mais brilham as suas luzes.

No ato de ajudar aos outros, o mais ajudado é você.

Tenha o prazer de servir, veja crescer o seu amor, o de Deus, que lhe concede felicidades.

Execute boas coisas e observe o movimento da vida a seu favor.

A Vida, em você, realiza maravilhas.

Lourival Lopes

Extraído de “Sabedoria todo dia”

 

O SEU FUTURO SERA BOM

infinito-736592

 

O seu futuro será bom.

 

O seu amanhã e os dias distantes estão

desde já sob a influência do seu pensar.

 

Tudo começa a ser real desde o pensar, pois é da lei

da mente concretizar o que nela é elaborado, inclusive

fazer sumir o que é ruim e firmar o que é bom.

 

Se, agora, com empenho, imagina ser feliz e útil,

você cria energias e vibrações que trabalharão

o tempo todo a seu favor.

 

Você se surpreenderá com as belas

Paragens a que elas o conduzirão.

 

Creia que o seu pensamento é força, é energia, é

vibração e que, de fato, pode torná-lo vencedor e feliz.

 

O futuro que se crê ser bom é bom desde já.

 

Lourival Lopes

Extraído de “Sabedoria todo dia”

TOP 5 grandes arrependimentos das pessoas antes de morrer

TOP 5 grandes arrependimentos das pessoas antes de morrer

Poucas pessoas têm coragem de pensar sobre como será sua própria morte.

Uma enfermeira, após presenciar centenas de falecimentos no hospital, resolveu contar sua experiência em um livro mostrando quais eram os arrependimentos mais frequentes entre os pacientes.

Bronnie Ware se formou para realizar cuidados paliativos em pacientes que apenas precisavam de alívio em suas últimas semanas ou dias de vida.

Abaixo você confere os cinco maiores arrependimentos das pessoas (idosas) antes de morrer:

5 – Ter vivido o que realmente queriam, não se preocupando com os outros

Segundo a enfermeira, este é um dos arrependimentos mais comuns. Quando as pessoas percebem que sua vida está próxima do fim, elas olham para trás com muita clareza e é fácil relembrar de todos os sonhos que nunca conseguiram realizar.

A maioria das pessoas não teve coragem ou não pôde realizar nem metade do que sonhavam quando jovens devido às escolhas que fizeram ou das que não fizeram. A saúde traz uma liberdade que poucas pessoas percebem, até perderem e perceberem que estão confinadas em uma cama.

4 – Ter trabalho demais e ficado sem tempo para a família

Segundo ela, esse arrependimento veio de todos os pacientes do sexo masculino. Eles perderam a juventude de seus filhos e deixaram de conviver com suas esposas.

Os homens se lamentavam de terem investido tanto tempo e saúde trabalhando, deixado as atividades de lazer com a família para depois.

3 – Gostaria de ter tido coragem de expressar sentimentos

Foto: Reprodução / DailyMail

Muitos afirmaram que abafaram, por toda a vida, palavras doces e a vontade de expressar algo que sentiam. Como resultado deste sufocamento, se sentiam medíocres por não colocarem pra fora o que se passava na cabeça em relação aos sentimentos nutridos pelos filhos, cônjuges e amigos.

Muitos afirmavam que se tornaram amargurados e ressentidos por isso.

2 – Gostaria de ter mantido laços com os amigos

Muitos não perceberam a importância de manter contato com os velhos amigos, até que perceberam que só tinham semanas de vida.

Muitos tornaram-se tão presos em suas vidas, que se afogaram em trabalhos e deixaram as amizades importantes escaparem e se desfazerem ao longo dos anos.

Existiam arrependimentos profundos por não terem ligado para dar feliz aniversário ou apenas marcado um encontrado para jogar conversa fora.

1 – Desejaria ter sido mais feliz

Segundo a enfermeira, este é o arrependimento mais comum. Muitos não entendem, até “verem a morte”, que a felicidade é uma escolha.

Vários ficaram presos em convenções, pudores e hábitos pré-estabelecidos, o que os deixaram aprisionados em uma vida de mentiras.

O medo de mudar aquilo que não estava bom resultou em uma máscara que não era, de fato, o que eles queriam. Quando eles analisavam suas vidas antes da morte, percebiam que lá no fundo deveriam ter arriscado e buscado o que de fato queriam para si.

Fonte: www.jornalciência.com

GANHAR

unnamed (13)

GANHAR

“Pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo

e perder a sua alma?”

Jesus (MARCOS, 8: 36)

As criaturas terrestres, de modo geral, ainda não aprenderam a ganhar.

Entretanto, o espírito humano permanece no Planeta em busca de alguma coisa. É

indispensável alcançar valores de aperfeiçoamento para a vida eterna. Recomendou Jesus aos seus tutelados procurassem, insistissem… Significa isso que o homem se demora na Terra para ganhar na luta

enobrecedora. Toda perturbação, nesse sentido, provém da mente viciada das almas em

desvio. O homem está sempre decidido a conquistar o mundo, mas nunca disposto

a conquistar­se para uma esfera mais elevada. Nesse falso conceito, subverte a

ordem, nas oportunidades de cada dia. Se Deus lhe concede bastante saúde física, costuma usá­la na aquisição da doença destruidora; se consegue amealhar

possibilidades financeiras, tenta açambarcar os interesses alheios. O Mestre Divino não recomendou que a alma humana deva movimentar­se

despida de objetivos e aspirações de ganho; salientou apenas que o homem necessita

conhecer o que procura, que espécie de lucros almeja, a que fins se propõe em suas

atividades terrestres. Se teus desejos repousam nas aquisições factícias, relativamente a situações

passageiras ou a patrimônios fadados ao apodrecimento, renova, enquanto é tempo, a visão espiritual, porque de nada vale ganhar o mundo que te não pertence e

perderes a ti mesmo, indefinidamente, para a vida imortal.

Emmanuel – Francisco Cândido Xavier

Gerencie bem seus Projetos e Sentimentos

unnamed (12)

Alargue seus horizontes.

Certamente numa caverna escura você não será feliz.

Alargue a mente, os seus sentimentos, energias e vibrações, e enxergue o sol a sua volta. Sinta o
calor do dia e uma paz verdadeira.

Você tem qualidades, verdades e forças para romper os pensamentos negativos, doentios e impor os arrojados, saudáveis e otimistas.

Gerencie bem os seus pensamentos, emoções e projetos.

Silencie numa hora, fale em outra, sempre com
paciência e esperança no coração.

Você vê belos horizontes quando os quer realmente ver.

Lourival Lopes

Extraído de “Sabedoria todo dia”

 

ESFORÇO E ORAÇÃO

wolerine-imortal-14

ESFORÇO E ORAÇÃO

“E, despedida a multidão, subiu ao monte a fim de orar,  à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só.”

(MATEUS, 14: 23)

De vez em quando, surgem grupos religiosos que preconizam o absoluto

retiro das lutas humanas para os serviços da oração. Nesse particular, entretanto, o Mestre é sempre a fonte dos ensinamentos

vivos. O trabalho e a prece são duas características de sua atividade divina. Jesus nunca se encerrou a distância das criaturas, com o fim de permanecer

em contemplação absoluta dos quadros divinos que lhe iluminavam o coração, mas

também cultivou a prece em sua altura celestial. Despedida a multidão, terminado o esforço diário, estabelecia a pausa

necessária para meditar, à parte, comungando com o  Pai, na oração solitária e

sublime.Se alguém permanece na Terra, é com o objetivo de alcançar  um ponto

mais alto, nas expressões evolutivas, pelo trabalho que foi convocado a fazer. E, pela oração, o homem recebe de Deus o auxílio  indispensável à santificação da

tarefa. Esforço e prece completam­se no todo da atividade espiritual. A criatura que apenas trabalhasse, sem método e sem descanso, acabaria

desesperada, em horrível secura do coração; aquela que apenas se mantivesse

genuflexa, estaria ameaçada de sucumbir pela paralisia e ociosidade. A oração ilumina o trabalho, e a ação é como um livro de luz na vida

espiritualizada. Cuida de teus deveres porque para isso permaneces no mundo, mas nunca

te esqueças desse monte, localizado em teus sentimentos mais nobres, a fim de

orares “à parte”, recordando o Senhor.

Caminho Verdade e Vida

Emmanuel – Francisco Xavier

FORCE SUA NATUREZA PARA CIMA

seta_verde_cima

Force a sua natureza para cima.

A sua natureza é divina, pura e possui dinamismo e esplendor.

É como a semente que tem virtudes para ser árvore, flores e frutos.

Ela age e reage conforme você pensa, ama e faz.

Quando você a força para baixo, em direção a maldades ou vícios, ela se põe de sobreaviso, em posição de defesa, esperando que o sinal de decadência passe.

E se você anseia por crescer, progredir, melhorar-se e dela se lembra, então ela se volta, vibra e fulgura de tal maneira que lhe possibilita alcançar o que pretende.

A sua divina natureza é de progresso infinito.

Lourival Lopes

Extraído de “Sabedoria todo dia”

A TUA PARTE

unnamed (10)

A TUA PARTE

Deus lhe concede a semente, mas o homem deve cultivá-la.

Permite-lhe o crescimento, mas o homem deve protegê-la.

Faculta-lhe ser espiga madura, mas o homem deve colhê-la.

Assim é em tudo na vida: a oportunidade sempre vem de Deus, mas o seu aproveitamento diz respeito ao homem.

Nesse sentido, a parte que, talvez, estejas reclamando para que a tua felicidade se faça completa, é justamente aquela que ainda não tomaste a iniciativa de fazer.

Psicografia: Carlos A. Baccelli

Pelo espirito: Irmão José

CONCEBA BEM A SUA VIDA

unnamed (9)

Conceba bem a sua vida.

Conceber bem a vida é ter clara ideia de que você nada tem a temer no futuro, de que o que tem a fazer não é um problema, de que pode se relacionar bem com todos, que a sua saúde é resistente, de que a felicidade é  possível e de  que tudo o que lhe diz respeito está cada vez melhor.

Você vive bem quando entender ser boa a sua vida.

Nos momentos de dor e atrapalhos, escreva dentro

de si as palavras resistência, trabalho, fé e alegria.

Com isso, o difícil se faz fácil, como uma

nuvem que se afasta soprada pelo vento.

A vida o afaga quando você a trata bem.

Lourival Lopes

Extraído de “Sabedoria todo dia”.

VAI PASSAR !!!

unnamed (7)

Espere passar.

A tormenta dos problemas e complicações vem destruidora.

Você está sendo levado a posições que não imagina defrontar.

Mas, aguarde.

As situações se modificam e se acomodam.

Acabam passando.

Quando menos você esperar, tudo surge diferente.

Controle-se.

Espere com paciência.

Resista.

Quando chegar de novo a tranquilidade, você gostará de ter demonstrado sua força.

É maior a alegria nascida da vitória sobre si mesmo.

Lourival Lopes

Extraído de “Sementes de felicidade”

ILUMINACÃO, O QUE É ISSO?

unnamed (6)

Iluminação – o que é isso?

Por mais de trinta anos um mendigo ficou sentado no mesmo lugar, debaixo de uma marquise. Até que um dia, uma conversa com um estranho mudou sua vida:

– Tem um trocadinho aí pra mim, moço? – murmurou, estendendo mecanicamente seu velho boné.

– Não, não tenho – disse o estranho. – O que tem nesse baú debaixo de você?

– Nada, isso aqui é só uma caixa velha. Já nem sei há quanto tempo sento em cima dela.

– Nunca olhou o que tem dentro? – perguntou o estranho.

– Não – respondeu. – Para quê? Não tem nada aqui, não!

– Dá uma olhada dentro – insistiu o estranho, antes de ir embora.

– O mendigo resolveu abrir a caixa. Teve que fazer força para levantar a tampa e mal conseguiu acreditar ao ver que o velho caixote estava cheio de ouro.

Eu sou o estranho sem nada para dar, que está lhe dizendo para olhar para dentro. Não de uma caixa, mas sim de você mesmo. Imagino que você esteja pensando indignado: “Mas eu não sou, um mendigo!”

Infelizmente, todos que ainda não encontraram a verdadeira riqueza – a radiante alegria do Ser e uma paz: inabalável – são mendigos, mesmo que possuam bens e riqueza material. Buscam, do lado de fora, migalhas de prazer, aprovação, segurança ou amor, embora tenham um tesouro guardado dentro de si, que não só contém tudo isso, como é infinitamente maior do que qualquer coisa oferecida pelo mundo.

A palavra iluminação transmite a idéia de uma conquista sobre-humana – e isso agrada ao ego –, mas é simplesmente o estado natural de sentir-se em unidade com o Ser. É um estado de conexão com algo imensurável e indestrutível. Pode parecer um paradoxo, mas esse “algo” é essencialmente você e, ao mesmo tempo, é muito maior do que você. A iluminação consiste em encontrar a verdadeira natureza por trás do nome e da forma. A incapacidade de sentir essa conexão dá origem a uma ilusão de separação, tanto de você mesmo quanto do mundo ao redor. Quando você se percebe, consciente ou inconscientemente, como um fragmento isolado, o medo e os conflitos internos e externos tomam conta da sua vida.

Adoro a definição simples de Buda para a iluminação: “É o fim do sofrimento”. Não há nada de sobre-humano nisso, não é mesmo? Claro que não é uma definição completa. Ela apenas nos diz que a iluminação não é sofrimento. Mas o que resta quando não há mais sofrimento? Buda silencia a respeito e, esse silêncio implica que teremos de encontrar a resposta por nós mesmos. Como ele emprega uma definição negativa, a mente não consegue entendê-la como uma crença, ou como uma conquista sobre-humana, um objetivo difícil de alcançar. Apesar disso, a maioria dos budistas ainda acredita que a iluminação é algo apenas para Buda e não para eles próprios, pelo menos, não nesta vida.

Fonte: Livro O Poder do Agora

EVITE O MAU PENSAMENTO

unnamed (5)

Evite o mau pensamento.

Amigo, você gostaria de se ver livre e transitar pela vida tranquilamente.

Fazer as coisas sem mal-estar ou incômodo.

A sua insatisfação, no entanto, resulta da sua

própria colocação entre o bem e o mal.

O mau pensamento prejudica e fere o divino

mecanismo da mente, causando o mal-estar.

O bom pensamento traz estabilidade e prazer.

Conduzir o pensamento na direção do

Mais Alto é uma vitória sobre si mesmo.

Lourival Lopes

Extraído de “Sementes de felicidade”.

VISUALIZE-SE FORTE

unnamed (3)

Pense positivamente.

Se você pensar que não tem forças para resolver o problema, ou que não adianta lutar, ou que o problema não tem solução, você se enfraquece e dificulta o encontro da solução.

Imagine-se forte o suficiente para resolver qualquer problema por mais difícil que pareça ser.

Sentindo que pode resolver qualquer problema, você chama e absorve a força necessária para esse fim.

Tenha ânimo.

O ânimo faz ouvir a voz da Vida que o leva para frente.

Lourival Lopes

Extraído de “Sementes de felicidade”

COMECE BEM O DIA

unnamed (2)

Comece bem o dia.

Pense:

Vou fazer hoje o melhor que puder.

Nenhum  trabalho supera a minha capacidade.

Tenho confiança que o melhor de mim transparecerá no que fizer.

Os pensamentos positivos estão me sacudindo o espírito, fazendo vibrar a vontade  de viver, crescer, amar, realizar com maestria, esperar com confiança.

Considero-me com muitas qualidades.

Quero fazer bem, ter mais paz.

Confio que alcançarei o que pretender.

Isso me dá sensação de calma e esperança.

Creia no pensamento positivo.

É  vencedor quem chega a pensar positivamente.

Lourival Lopes

Extraído de “Otimismo todo dia”

VENCEREI!

unnamed (1)

Recomece.

Mesmo que  você  tenha  cometido  a maior falta,  você pode iniciar vida nova, com novos planos, crescer e se fortificar.

Afirme a si mesmo:

Assim como a ferida se cicatriza, a água se limpa, a planta se refaz  dos  golpes  e  os rios  poluídos voltam à vida,  eu possuo  o  dom  de  recomeçar e fazer um belo amanhã.

Confio nesse dom de me transformar, no meu dinamismo

e  energia  que  fazem surgir flores nas lamas do passado.

Recomeçarei.   Progredirei.

Consolidarei a minha vontade.

Aproveitarei as oportunidades que surgirem.

Vencerei com certeza.

Recomeçar é uma exigência da vida.

Lourival Lopes

Extraído de “Otimismo todo dia”

CORAGEM!

Não só este, mas todos os dias, enfrente com ânimo e coragem.

Diga pra si:  

 

Não há dificuldade que resista à minha disposição de luta,  

o meu sincero desejo de usar mais e mais ânimo para superá-la.  

 

Não há problema que resista à minha

fé e à análise calma, minuciosa e vigorosa. 

 

O problema é uma miragem, uma falsa apresentação. 

 

Não o jogo para dentro para não perturbar

o meu progresso, o dia, a situação.  

 

Tenho qualidades e mais qualidades.  

 

Ponho-me superior diante dos problemas

e não conhecerei derrota.

 

O mundo é claro ou escuro conforme a lente usada para vê-lo.

 

Lourival Lopes

Extraído de “Otimismo todo dia”unnamed

Atitudes que Drenam Energias

Desespero

“1 – Pensamentos obsessivos

Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos – mal comum ao homem ocidental, torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas.

2 – Sentimentos tóxicos

Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.

3 – Maus hábitos – Falta de cuidado com o corpo

Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.

4 – Fugir do presente

As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: “bons tempos aqueles!”, costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.

5 – Falta de perdão

Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar o que aconteceu e olhar para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e si mesmo, fica ”energeticamente obeso”, carregando fardos passados.

6 – Mentira pessoal

Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual. Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

7 – Viver a vida do outro

Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração.

8 – Bagunça e projetos inacabados

A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. À medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro “escape” de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe “diz” inconscientemente: “você não me terminou! Você não me terminou!” Isso gasta uma energia tremenda. Ou você a termina ou livre-se dela e assuma que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do auto-conhecimento, da disciplina e da terminação farão com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

9 – Afastamento da natureza

A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.

10. Preguiça, negligência

E falta de objetivos na vida. Esse ítem não requer muitas explicações: negligência com a sua vida denota também negligência com seus dons e potenciais e, principalmente, com sua energia vital. Aquilo do que você não cuida, alguém vem e leva embora. O resultado: mais preguiça, moleza, sono….

11. Fanatismo

Passa um ventinho: “Ai meu Deus!!!! Tem energia ruim aqui!!!” Alguém olha para você: “Oh! Céus, ela está morrendo de inveja de mim!!!” Enfim, tudo é espírito ruim, tudo é energia do mal, tudo é coisa do outro mundo. Essas pessoas fanáticas e sugestionáveis também adoram seguir “mestres e gurus” e depositar neles a responsabilidade por seu destino e felicidade. É fácil, fácil manipular gente assim e não só em termos de energia, mas também em relação à conta bancária!

12. Falta de aceitação

Pessoas revoltadas com a vida e consigo mesmas, que não aceitam suas vidas como elas são, que rejeitam e fazem pouco caso daquilo que têm. Esses indivíduos vivem em constante conflito e fora do seu eixo. E, por não valorizarem e não tomarem posse dos seus tesouros – porque todos nós temos dádivas – são facilmente ‘roubáveis’.

O importante é aprender a aceitar e agradecer tudo o que temos (não confundir com acomodação). Quando você agradece e aceita fica em estado vibracional tão positivo que a intuição e a criatividade são despertadas. Surgem, então, as possibilidades de transformar a vida para melhor!”PessoasDeSucesso

* Vera Caballero é Professora de Yoga, numeróloga, terapeuta floral, reiki master, massoterapeuta, ministra cursos e palestras sobre Bioenergias.

TENHO MUITA CAPACIDADE DE LUTA AINDA INEXPLORADA

IMG-20150531-WA0021

Para melhorar de vida, pense:
Tenho muita capacidade de luta ainda inexplorada.
Por isso, não posso dizer:
Vou mais ou menos ou vou levando ou,
ainda, o jeito é viver assim  mesmo.
Isso significa dizer:
Vou mal, as coisas estão ruins, não sou feliz.
Considero-me com disposição para ir mais longe.
Ponho a trabalhar a inteligência, a vontade e faço sumirem os problemas e chegar o progresso, aprimoro-me em tudo o que é bom.
Examino o que poderei ser no futuro e guardo real esperança de melhoras.
Não fique parado.
Capacidade em ação, progresso à vista.
Lourival Lopes
Extraído de “Otimismo todo dia”